→ Os 10 mandamentos para o copywriter de sucesso

dicas copywriter

Frequentemente pessoas me procuram pedindo dicas para atuarem como copywriters.

Existe uma infinidade de coisas que podem ser feitas para o desenvolvimento nesta área — e isso você encontra com detalhes nos meus cursos e livros — mas decidi neste post resumir 10 dicas que comumente dou a elas.

1. Leia muito. Parece óbvio, mas conheci copywriters que não tinham paciência para ler. É o cúmulo do absurdo! Se você não gosta de ler, por favor, procure outra profissão. Vá fazer contas, tirar fotos, fritar hambúrguer. Aversão à leitura fará de você um copywriter fraco e isso irá doer tanto no seu bolso quanto no bolso dos seus clientes.

2. Misture o tipo de leitura. Bons escritores viajam em diversos tipos de leitura: blogs, jornais, revistas, romances, etc. Da mesma forma que um bom chef faz a amostragem de muitos tipos diferentes de culinária, quanto maior for a sua lista de leitura, melhor será sua capacidade de produzir copies nítidos, frescos e impactantes.

3. Jogue pelo dinheiro. Soa muito capitalista, mas é isso mesmo. Se você não se sente bem trabalhando para ganhar dinheiro, busque outro ofício. Marketing e copywriting são atividades que exigem que você seja bem-resolvido com questões financeiras. Caso contrário, ficará patinando na manteiga e viverá arranjando desculpas para apoiar sua mentalidade anti-capital.

4. Não jogue apenas pelo dinheiro. Ok, você não precisa ser mercenário. Existem outras coisas além de grana. Atenção, influência, status e cultura são outros tipos de moedas que um homem de marketing pode valorizar e buscar. Não é apenas dinheiro — é dinheiro também.

5. Treine em público. Uma das melhores formas de se desenvolver como redator é treinar em público. Assim, você consegue testar para saber que as pessoas acham, pensam e se sentem sobre sua escrita. Há hoje diversos canais que você pode usar como laboratórios de criação; as redes sociais, por exemplo.

6. Seja apaixonado por histórias. Para escrever bem em qualquer estilo, você precisa beber na fonte do Storytelling. Por isso estou sempre tratando disso. A arte de narrar é superior, e quem a domina alcança patamares mais elevados na comunicação. Contar histórias é algo universal e você precisa dedicar parte do tempo para estudar isso.

7. Aprenda a fazer pesquisas. Todos os grandes nomes de copywriting e publicidade sabem o valor da pesquisa. Ogilvy falava da importância “encher sua mente consciente com informações” para trabalhar seu copy. Lembre-se: a pesquisa é a cura infalível para o bloqueio de escritor.

8. Escreva de forma simples. Deixe a erudição para os intelectuais. Copywriters precisam ser bons comunicadores, o que significa saber passar a mensagem de forma simples e clara. Sua comunicação precisa ser direta, objetiva e sem complicação. Troque “prosopopeia para acalentar bovinos” por “conversa para boi dormir.”

9. Seja bom estrategista. Desenvolva habilidades estratégicas, mesmo sentindo que isso não é “sua praia”. Muito do sucesso com redação persuasiva parte da habilidade de observar, criar planos e dominar aspectos além do texto.

10. Atire para matar. Não caia no erro de fazer redações “mais ou menos”, mesmo que, de alguma forma, esteja desmotivado. Deve haver entusiasmo de sua parte na hora de criar copy. Entre em cena para ganhar, atire para matar; sua carreira depende disso.

Isso resume grande parte do que me preparou atuar neste mercado, que não apenas está em evidência, como gera milhões de reais mensal e anualmente para a economia.

PS.: Você sabia que “O Livro Vermelho do Copywriting” tem esgotado tiragens, se destacando como best-seller em livrarias como Saraiva, Amazon e Cultura e foi indicado pelo site Época Negócios?

Alguns autores dizem que ele é o mais completo guia sobre copywriting em português. Você já conferiu seu conteúdo?

→ Quero conhecer o livro e me aperfeiçoar na arte de escrever para vender!

Tudo o que você precisa saber para gerar mais tráfego, mais leads e mais vendas usando o poder da persuasão e copywriting!

Paulo Maccedo

Paulo Maccedo

Analista de marketing, escritor best-seller, copywriter de resposta direta; criador do primeiro clube de copywriting do Brasil; autor do que é considerado o livro de copy mais completo em português; carioca, casado, pai do Peter e do Benício; gosta de rock, churrasco e literatura.
Paulo Maccedo

Paulo Maccedo

Analista de marketing, escritor best-seller, copywriter de resposta direta; criador do primeiro clube de copywriting do Brasil; autor do que é considerado o livro de copy mais completo em português; carioca, casado, pai do Peter e do Benício; gosta de rock, churrasco e literatura.

Este post tem um comentário

  1. Sempre jorrando conhecimento! Só tenho que agradecer. Valeu Paulo!

Deixe uma resposta

Quem gostou deste artigo leu um desses

Fechar Menu