Como planejar a linha editorial do seu blog

Como planejar a linha editorial do seu blog

Você já se convenceu da importância de ter um blog e decidiu produzir conteúdo para ele. Parabéns! Foi uma ótima iniciativa. Mas, você sabe com qual tipo de conteúdo irá alimentá-lo? O estilo e tom de voz a serem usados? O que vai poder ou não ser abordado?

A primeira coisa que você precisa saber para conquistar leitores fieis é definir a “lista de assuntos” do que irá publicar. Não sabe como fazer isso? Continue a leitura e aprenda mais sobre linha editorial e como tornar o seu blog mais acessado, lido e recomendado!

O que é linha editorial, afinal?

Você já deve ter reparado que diferentes jornais trabalham com linhas distintas de pensamento. Alguns apoiam o governo, outros o atacam. Alguns defendem uma opinião, uma ideologia, outros atacam e muitos nem se manifestam sobre tais assuntos… Eles seguem uma Linha Editorial.

Linha Editorial é uma política predeterminada pela direção do veículo de comunicação ou pela diretoria da empresa, que determina a lógica pela qual a empresa jornalística enxerga o mundo. Ela indica seus valores, aponta seus paradigmas e influencia decisivamente na construção de sua mensagem.

Em outras palavras, é a linha editorial que diz que tipo de matérias entram, ou deixam de entrar na publicação, e também como vão entrar. Por exemplo, se uma publicação é de oposição ao governo, não vai entrar uma matéria que o defenda, mesmo que esta matéria tenha sentido, em alguns casos. Em blogs corporativos também é recomendável criar e manter uma linha editorial que favoreça a estratégia do empreendedor ou da empresa.

Criar uma linha editorial é começar bem

Planejar a Linha Editorial do seu blog é definir sobre o que ele irá tratar “todos os dias”. Essa é uma das coisas mais importantes para a plataforma gere novas visitas, mantenha as que já têm, conquiste leitores e converta leads e vendas. É seguindo um planejamento e determinando a linha editorial também que você conseguirá fazer com que o Google avalie seu blog como uma autoridade no nicho em que atua.

Outro propósito da linha editorial é criar uma voz para a opinião publicada, uma maneira de adiantar o leitor sobre o tipo de conteúdo ele vai encontrar no blog. Para ter uma linha editorial de sucesso, basicamente, é preciso trabalhar com temas interessantes aos leitores. Qualquer assunto pode ser abordado por um blog, mas o conselho é falar sobre apenas um tipo, ou ao menos sobre assunto que se complementem.

Você precisa ter sempre em mente que a maioria das publicações existe para vender alguma coisa: produtos, serviços, ou apenas servir como marca pessoal ou meio para gerar autoridade. Comece a pensar nisso ao planejar o seu blog, identificando e estudando bem o público que lerá seu conteúdo. Lembre-se: seu público-alvo deve ser formado por possíveis compradores de seus produtos ou serviços.

No caso do marketing de conteúdo, as vendas precisam “acontecer de forma natural”. Existe um processo, uma sequência, o que chamamos de jornada de compra, ou funil de vendas. É o caminho que seu cliente passa até ter total confiança em sua marca. A linha editorial deve facilitar o trabalho do conteúdo na jornada, tornando-a atraente ao consumidor. 

A essência de uma boa linha editorial

“Linha Editorial é a lógica pela qual a empresa enxerga o mundo; ela indica seus valores, aponta seus paradigmas e influencia decisivamente na construção de sua mensagem”

Determinar e seguir uma linha é ser uniforme, específico e direto. A essência é criar um estilo de abordagem único e característico de sua marca, a partir de política de como seu conteúdo deverá ser tratado em seu blog. Isso envolve: temas, linguagem, tom de voz e etc. 

Por exemplo, entre tantos assuntos que eu poderia tratar aqui, preferi manter um padrão de publicação que tratasse apenas de inbound, content e outros temas relacionadas ao marketing na internet. Abri mão de falar sobre outras coisas especificamente, por exemplo, para não tornas as coisas muito abertas.

Tomando isso como base, decidi criar o meu próprio estilo de linguagem e tom de voz, de acordo com minha interpretação de mercado. Não falo tão informal, nem tão formal, e tento ser o mais claro e simples possível. Esses são alguns pontos que formam a minha linha editorial. 

Linha editorial garante visitantes qualificados

Além do benefício de ser mais fácil criar as pautas do seu blog, manter uma linha editorial bem planejada, ajuda a atrair leitores qualificados, ou seja, pessoas que realmente estão interessadas no seu conteúdo, e em adquirir seus produtos no futuro.

Para criar um relacionamento ainda melhor com o seu público, é preciso apresentar soluções para os problemas dele. Então, para começar, você deve fazer uma lista com os principais problemas e as principais dúvidas que envolvem o seu nicho de mercado. Após criada esta lista, faça um artigo para cada uma. Essa é uma ótima forma de começar…

Se você não tem a mínima ideia de quais são as dúvidas de quem acessa o seu blog, faça pesquisas sobre o seu mercado em sites de buscas e fóruns, realize enquetes no seu site e em comunidades, leia comentários antigos e até pergunte diretamente para sua audiência o que ela busca. “Tudo é válido” na hora de alimentar seu blog com conteúdo que seja realmente relevante.

O conteúdo é bom até certo ponto, ponto limitado pela linha editorial, que tem a função de organizar e dar a “profundidade de informação” que classifica entre Genérico ou Especialista. Imagine a linha editorial como um filtro de qualidade que, além de melhorar a relevância, ainda ajuda no estabelecimento de um público alvo. – Conversion

Otimização e ranqueamento

A linha editorial também existe para facilitar que o seu blog seja mais bem encontrado pelos motores de busca. Mas para isso você precisa entender um pouco sobre SEO. Em resumo, usando algumas poucas ferramentas, você consegue já otimizar os seus artigos, gerando um aumento significativo do tráfego do seu site e, consequentemente, de leitores assíduos.

Existem muitas ferramentas de SEO disponíveis na internet. O Google, por exemplo, disponibiliza duas ferramentas gratuitas e muito eficientes: o Google Trends (GT), onde você pode realizar pesquisas sobre o desempenho de assuntos, e o Keyword Planner, que permite encontrar os termos que possuem mais buscas mensais.

Depois de realizar estas pesquisas, você precisa criar artigos sobre estas palavras-chaves para, rapidamente, começar a gerar um tráfego maior e mais preciso em seu blog. Você também pode se valer de outras inúmeras ferramentas de SEO disponíveis, melhorando cada vez mais o seu número de acessos.

Formar o tom de voz é essencial

Este é um ponto que pouquíssimos leitores irão perceber, mas é algo que não deve ser ignorado. O tom de voz ajuda a formar a identidade de sua marca, ajudando as pessoas que acessam seu blog a gostarem, entenderem, e, finalmente, confiarem no que você diz.

Para gerar valor e introduzir qualidade no tom de voz de seu conteúdo, é bom aplicar valores contrastantes. Isso é o que Kristina Halvorson sugere no Livro Estratégia de Conteúdo. Veja os exemplos:

  • Profissional, não acadêmico;
  • Confiante, não arrogante;
  • Inteligente, não charmoso;
  • Safo; não pedante;
  • Especialista, não didático.

Acertar o tom de voz é imprescindível para o seu conteúdo causar impacto. O diferencial de seu conteúdo pode ser medido pela qualidade de sua abordagem, amplificada pelo seu tom de voz.

Henrico Cardoso, especialista em produção e Storytelling afirma que “O tom de voz não é um estilo ou técnica que você adiciona ao que faz, mas sim a essência que o conteúdo contém”. É na escolha do tom de voz que está o poder do seu conteúdo.

Você precisa prestar a atenção, pesquisar a abordagem que mais combina com sua marca e planejar como você vai conversar com seus leitores. O diálogo que será construído a partir de seu conteúdo é essencial para chamar a atenção para quem você é, para o que você faz e para o que você vende.

O papel do editor na Linha Editorial

No Brasil, o conceito de linha editorial é mais difundido para os veículos de comunicação offline. Já nos Estados Unidos, o editor, ou Publisher, é designado para ser responsável pela linha editorial tanto em jornais como em sites e blogs.

O editor deve orientar também como cada texto tem que ser redigido, indicando quais termos possa ou não ser usados e qual a hierarquia que cada tema terá na edição final. Determinar um um guia de estilo, tom de voz e linguagem também se encaixa em uma boa linha editorial.

Mãos à obra!

Para fechar, destaco a importância de não ser genérico. Seus conteúdos devem provocar um aprofundamento natural nos assuntos tratados no blog. Só assim os leitores vão dar o valor que seu conteúdo merece, e o Google, dará lugar de destaque ao que você publica. Quanto mais específico e valor o seu conteúdo tiver, melhor para a reputação de sua marca no mercado.

Resumindo: Se você quer ter resultados relevantes, o conteúdo do seu blog precisa ser relevante. Por isso aconselho que você comece a trabalhar agora mesmo na sua linha editorial. Não se esqueça de nenhum dos pontos tratados neste post. Pode consultá-lo sempre que quiser… Enfim, comece o quanto antes a alimentar o seu público que está faminto por conteúdo de qualidade. 

Se precisar de ajuda para definir sua linha editorial, clique no botão abaixo e vamos conversar!

linha editorial

 

Paulo Maccedo

Paulo Maccedo é autor de livros sobre marketing e criação de riquezas e copywriter de resposta direta. Escreveu 2 livros best-sellers sobre escrita persuasiva, um deles, considerado o livro mais completo sobre copy do mercado brasileiro. Carioca, casado, pai do Peter Gabriel, gosta de rock, churrasco e literatura.

Este post tem 5 comentários

  1. Excelente ! Profissional, explicativo sem ser enfadonho, leve e possível de realizar.

  2. Parabéns, pela matéria. A melhor que encontrei até o momento que relaciona a linha editorial estratégica e marketing de conteúdo.

  3. Nossa! Melhor conteúdo sobre Linha Editorial que encontrei na internet. Parabéns Paulo Maccedo, sucesso!!

Deixe uma resposta

Fechar Menu