9 hacks para escrever títulos poderosos e influenciar leitores

títulos-min

Copywiters, produtores de conteúdo e empreendedores digitais têm explorado bastante o tema títulos/headlines. Não o fazem por coincidência: O título é o elemento mais poderoso de um texto, sendo ele o primeiro responsável por despertar (ou não) o interesse do leitor.

David Ogilvy, o pai da publicidade moderna, costumava dizer que se você não consegue vender nada através do título, joga fora 80% do dinheiro do cliente. Uma simples mudança no título pode fazer a diferença de 10 para 1 em vendas, isso se tratando de anúncios. Isso cabe perfeitamente em conteúdos de blog.

A finalidade de um título é desenhar de forma rápida e brevemente a atenção para a história

Sou eterno pesquisador de técnicas para redação e, nos últimos dois anos, li “toneladas” de páginas sobre marketing de conteúdo, copywriting, redação publicitária, literatura, persuasão, retórica e jornalismo, sempre procurando colocar em prática o que absorvi. O que você irá aprender aqui é um apanhado de conselhos do que tenho aprendido sobre compor títulos verdadeiramente fascinantes.

Meu objetivo é apresentar a essência do que aplico em meus conteúdos, para que você comece a desenvolver títulos que geram resultados: Mais atenção, mais conversão, mais relacionamento e mais vendas. A partir de agora você vai ter a chance de aperfeiçoar seus títulos. Mas desde já aconselho: “não copie e cole estas dicas”. Procure compreender o que quero dizer com elas, pratique e teste em seus textos. 

Como Escrever Títulos Poderosos E Influenciar Leitores

#1. Apele para o Autointeresse

Todo título deve prometer alguma coisa, indicar um benefício. Lembre-se que o leitor está em busca de algo, como sanar alguma dor, obter algum tipo de prazer, entreter-se, enfim, seu título deve indicar que o texto tem o que ele busca. Para isso é essencial conhecer o público-leitor, estudar a persona e ter conhecimento sobre o que o seu consumidor em potencial busca. Repare que prometi duas coisas no título deste artigo, uma vantagem principal e outra consequente:

#1. Escrever títulos melhores

#2. Influenciar mais leitores

#2.  Apresente Novidades

Procure apresentar novidades em seus títulos. Pessoas estão sempre à procura de algo recém-surgido. Quem não gosta de experimentar produtos novos ou desfrutar de melhorias em produtos já existentes? Existem duas palavras muito poderosas para isso: “Grátis” e “Novo”. Bem, como não estamos nos referindo a anúncios especificamente, o “Grátis” se torna mais difícil de usar, no entanto, o “Novo” é mais fácil de ser aplicado. Se eu fosse utilizar o termo “Novo” no título deste artigo poderia ficar assim:

“O novo modo de escrever títulos e influenciar leitores”

#3. Pense no Google

Estamos falando de conteúdos que precisam ser ranqueados pelo Google e gerar tráfego para blogs. É essencial que você inclua a palavra-chave principal que deseja ranquear logo no título. Isso ajuda o motor de busca a identificar facilmente do que seu texto está tratando. Hoje em dia, a relevância é o principal fator de otimização, mas incluir termos de busca ainda é eficiente. Por isso não se esqueça de trabalhar bem o SEO na construção de todo o texto, principalmente a partir do título.

A palavra-chave principal que usei neste artigo foi: como escrever.

#4. Evite termos negativos e “mudos”

Esta é uma boa regra de como escrever títulos, mas não quer dizer que você não possa quebrá-la. Eu mesmo já utilizei a palavra Não em alguns títulos, mas é realmente algo que procuro evitar. O motivo? Expressões negativas podem despertar sentimentos opostos ao que você deseja nos leitores. Da mesma forma, evite títulos “mudos”, que não dizem coisa com coisa, e que para entender, o leitor precisa ler o resto do texto. A maioria das pessoas não clica em textos assim, porque não foram influenciadas logo de cara. Seja claro!

#5.  Use os Gatilhos Mentais

Os gatilhos mentais são poderosas armas de influência. Meu conselho é que você os estude se quiser mesmo persuadir e tornar seus títulos eficientes. É mais provável que as pessoas leiam o texto se o título despertar emoções. Então, pense nas headlines como “iscas” para que a leitura aconteça e continue. Tenho dois artigos que falam sobre gatilhos mentais. Sugiro que você os consulte caso queira aprender como funcionam (aqui e aqui). 

#6. Não exclua leitores

Você deve tomar cuidado para que seu título não espante leitores que podem ser consumidores em potencial. Se você não tem restrição em atender homens e mulheres, por exemplo, evite se direcionar a apenas uma dessas classes. Dessa forma, seu título poderá atrair tanto os leitores do sexo masculino quanto do feminino. A não ser que o que você venda seja de fato para apenas um dos grupos. Se quem consome seus produtos são mulheres, nesse caso, é até bom fazer algo do tipo:

“O que toda mulher poderosa precisa saber sobre…”

#7. Emocione o Leitor

Já citei alguns fatores emocionais, como o autointeresse e o uso de gatilhos mentais, mas serei mais explícito nesta dica. Seu título pode ser reforçado por termos emocionais, e que façam o leitor pensar que você está escrevendo para ele. Palavras como “Medo”, “Querido”, “Amor”, “Dor”, “Orgulho”, “Filho”, “Prazer”, “Você”, “Sonho” e “Desejo” são bastante funcionais para emocionar e fazer com mais pessoas se sintam tocadas pela mensagem inicial do conteúdo.

#8. Não Seja “Metido”

Eu poderia ter escrito este subtítulo assim: “Não seja rebuscado” ou “Não seja burilado” Mas preferi metido por ser mais popular. Evite escrever difícil. Um redator pode até ter um vocabulário sofisticado, mas não é recomendável que ele use isso em textos de blog. Então, a menos que você tenha uma razão especial para escrever assim, use uma linguagem mais coloquial, para que todo o usuário que acessar o conteúdo possa entender. Às vezes, me sinto tentado a embelezar a mensagem, mas imediatamente ponho meu ego de lado e redijo como se estivesse conversando com um amigo.

#9. Use Mais Dessas Palavras Poderosas

Para fechar, apresento alguns termos que podem “fazer milagres” em seus títulos. Mas adianto: Não as use a esmo. Analise a proposta da pauta, o tipo de produto ou serviço e perfil do leitor, antes de aplicar uma delas.

  • Como
  • Mais
  • Resultados
  • Agora
  • Novo
  • Grátis
  • Bônus
  • Maravilhoso
  • Dicas
  • Última Chance
  • Não perca
  • Surpreendente
  • Sensacional
  • Simples
  • Acelerar
  • Passo a Passo
  • Bomba

Para fechar, compartilho uma dica adicional: estude as headlines de revistas e jornais. Os jornalistas, principalmente os americanos, são muito bons em criar títulos. Enfim, por hoje é só. Preciso saber de você se este conteúdo contribuiu para o seu conhecimento como profissional. Interaja com um comentário abaixo que farei questão de responder.

 

Tudo o que você precisa saber para gerar mais tráfego, mais leads e mais vendas usando o poder da persuasão e copywriting!

Paulo Maccedo

Paulo Maccedo

Paulo Maccedo é autor de livros sobre marketing e criação de riquezas e copywriter de resposta direta. Escreveu 2 livros best-sellers sobre escrita persuasiva, um deles, considerado o livro mais completo sobre copy do mercado brasileiro. Carioca, casado, pai do Peter Gabriel, gosta de rock, churrasco e literatura.
Paulo Maccedo

Paulo Maccedo

Paulo Maccedo é autor de livros sobre marketing e criação de riquezas e copywriter de resposta direta. Escreveu 2 livros best-sellers sobre escrita persuasiva, um deles, considerado o livro mais completo sobre copy do mercado brasileiro. Carioca, casado, pai do Peter Gabriel, gosta de rock, churrasco e literatura.

Deixe uma resposta

Quem gostou deste artigo leu um desses

Fechar Menu