O poder do storytelling numa estratégia de marketing

O poder do storytelling numa estratégia de marketing

Você sabia que uma história criativa e autêntica é capaz de conectar a emoção das pessoas e inspirá-las à ação de forma única?

Por isso que quem consegue contar boas histórias, tende a garantir mais resultados em vendas!

Uma história bem contada é capaz conduzir o receptor a uma jornada de mudanças e transformações.

Para sair da zona do “sou” e entrar na do “somos”, você e sua empresa precisam contar boas histórias.

A visão humana de mundo se resume na junção de histórias sobre fatos narrados em que se acreditam. 

E é de nossa natureza compartilhar casos, valores e visões.

Isso vai ao encontro da necessidade de pertencer a uma tribo, a um grupo específico.

O storytelling é um método que se vale de narrativas aplicadas em palavras ou recursos audiovisuais para transmitir um conceito.

Ele tem sido bastante utilizado no marketing como meio de promover a marca sem vender diretamente.

É uma excelente ferramenta para compartilhar conhecimento e atrair pessoas para a marca. 

Mas como contar histórias e elevar uma estratégia de marketing digital?

O que é storytelling na prática e o que ele representa para o seu negócio?

Continue lendo e aprenda mais sobre a fascinante arte de narrar e conquistar clientes!

O que é storytelling?

O excesso de informação é uma das características da era atual.

A publicidade bombardeia diariamente as pessoas com informações espalhadas por diversos tipos de canais.

Na internet, por exemplo, o número de conteúdos lançados beira ao infinito.

A briga por atenção se intensifica.

E como a sociedade acabou criando uma espécie de resistência contra os meios de comunicação tradicionais, as empresas que quiserem obter êxito em seus mercados precisam se valer de novas formas de fazer suas mensagens chegarem ao público.

É neste contexto que a arte de contar histórias ganha relevância, sendo uma maneira eficaz de conseguir atenção de um leitor.

A história pode ser da própria empresa, do produto, serviço ou qualquer outro elemento relacionado ao negócio em questão. O importante é que seja boa, que conecte!

A narrativa precisa mostrar os benefícios que a empresa pode proporcionar ao consumidor.

Esta é uma ótima forma de criar aproximação com os clientes em potencial.

É assim que o storytelling deve ser incluído em uma estratégia de marketing digital. 

Com o Storytelling você conquista objetivos específicos como:

  • Motivar colaboradores;
  • Lançar um produto ou serviço;
  • Auxiliar numa campanha de divulgação;
  • Engajar leitores mais eficientemente;
  • Gerar autoridade para a empresa.

Atualmente, com o marketing de conteúdo comandando o cenário, o storytelling é um grande aliado para promover a entrada de clientes na esfera da marca, o que acaba consequentemente formando uma boa base de leads.

O que um bom storytelling precisa ter para ser poderoso?

História, estratégia e paixão garantem resultados surpreendentes!

Antes de contar uma história, é imprescindível identificar os elementos essenciais que fazem parte dela, bem como a linguagem, o estilo e a abordagem.

Uma boa narrativa precisa basicamente:

Prender, ser visual, interativa, despertar emoções, apresentar fatos relevantes, promover diálogos realistas, mostrar um personagem que o público se identifique, além de um conflito a ser resolvido no desenvolver da história.

Ter começo, meio e fim, assim como aprendemos na escola, e um bom uso do quem, quando, onde e porquê, são pontos indispensáveis para um bom storytelling.

Pessoas tendem a absorver melhor as informações quando ela está envolvida nesse tipo de estrutura.

A essência está em atribuir elementos técnicos e emocionais em um contexto interessante e significativo.

O storytelling pode contribuir muito para sua empresa disseminar produtos, serviços e ideias na internet.

É uma grande alternativa para promover sua marca, atingir pessoas e criar ligações no vasto universo digital.

Apesar de não conduzir as vendas de forma objetiva, narrar é um ótimo caminho para uma rede de negócios eficiente e lucrativa. Quem conta histórias vende mais!

Não reduza o conceito

Costumo dizer que o conceito de storytelling é muito amplo para ser entendido em poucas linhas…

No mercado digital, quando se está construindo o copywriting para um produto, as pessoas costumam achar que ao contar a própria história de superação do produtor, o storytelling já está sendo aplicado de forma plena. 

Isso é apenas uma ponta, e às vezes bem apagada do que a arte da narrativa pode fazer.

Obviamente, existem critérios universais a serem seguidos para que a coisa flua, mas em questão de forma, o limite é a criatividade.

Um storytelling pode ser feito em formato de artigo narrado, um vídeo bem produzido, um infográfico bem direcionado, uma história em quadrinhos, enfim, em qualquer meio relevante em que a mensagem possa ser devidamente difundida por meio de narrativas.

Transmídia storytelling

Falando em distribuição de canais, temos outra ferramenta importante nesta abordagem:

Transmídia storytelling.

Trata-se da técnica de contar a história em múltiplas plataformas e formatos.

Dentro do contexto de marketing digital, é se valer das atuais tecnologias digitais para ‘espalhar a mesma mensagem’.

A ideia é explorar o máximo de fontes para conquistar o público de forma segmentada.

Os processos de cada mídia a ser utilizada, são projetados de acordo com as características e o comportamento dos clientes.

No campo da comunicação de marca, as táticas de transmídia storytelling podem ser aplicadas para ‘amarrar’ o contexto.

Esta é uma maneira elaborada e inteligente de completar uma campanha.

Entretanto, é preciso ter o cuidado para não focar tanto na mídia e esquecer o que de fato importa: uma boa história.

Elementos essenciais para o storytelling

Falamos da relatividade e de critérios universais quanto à criação de uma boa estratégia de contar histórias. Entre o que não pode faltar, incluímos 6 elementos essenciais que o britânico Yan Crammer sugere para uma boa história

#1. Personagens – Pessoas, humanos, com atributos e limitações, sucessos e fracassos vividos (experiência). Esses personagens precisam ter o lado humano elevado, ou seja, precisam ser mais anti-heróis do que super-heróis.

#2. Enredo – Uma boa história para o marketing precisa de uma problemática. Quem sabe um passado aparentemente perfeito que foi tomado por um problema que se tornou forte demais para ser ignorado.

#3. Uma sugestão fatal – O que isso quer dizer? Que um storytelling voltado para o marketing precisa mostrar uma ‘visão negra’ de quão fatal será o futuro, caso o problema não seja resolvido.

#4. Solução – Aqui o problema deve ser resolvido. O segredo ou a chave para salvar o personagem, ou personagens, do suposto problema. Essa chave visa mudar o curso da história e promover um final feliz;

#5. Uma visão otimista – Uma visão ‘extraordinária’ do futuro, caso o segredo seja adotado e a solução seja alcançada;

#6. Continuação – A sexta e última etapa deve apresentar um mapa com os próximos passos da jornada rumo à salvação. Em palavras mais exatas é conduzir seu leitor a ter o mesmo futuro glorioso de seu personagem principal.

Aliás, é bom que você leia sobre Jornada do Herói, um roteiro perfeito para construção de storytelling.

Mas como posso incluir isso no meu marketing digital?

Todo mundo tem uma história para contar, não é mesmo? Algumas são bem interessantes e possuem um grande potencial de engajamento.  

A ideia é simplesmente usar isso ao seu favor.

Seres humanos são moldados por experiências de vida, tanto pessoais, quanto profissionais.

No caso de uma estratégia de marketing de conteúdo, você precisa fazer com que sua bagagem, ou da sua própria empresa, chegue a seu cliente.

Ao compartilhar histórias sobre sua própria vida, e também as vidas das pessoas a quem você serve, você está agindo de forma inteligente na hora de criar e manter uma audiência fiel.

Fazer isso é oferecer as pessoas a oportunidade de criar conexões e se sentirem como se lhe conhecessem há tempos.

O storytelling forma o marketing narrativo, perfeito para resultados únicos.

Quando se usa histórias relacionadas a seu negócio para inspirar, emocionar, motivar e tornar sua marca memorável dentro de seu site ou blog.

Para fechar, uma frase emblemática de Seth Godin: 

Todo profissional de marketing conta uma história. E se ele faz direito, nós acreditamos.

Por ora, é isso.

PS.: Recomendo a leitura de 2 livros para assimilação do tema: Storytelling: Histórias que deixam marcas5 Lições de Storytelling. Fatos, Ficção e Fantasia.

About Paulo Maccedo

Paulo Maccedo é escritor best-seller, profissional de marketing e copywriter. Além de escrever livros, trabalha ajudando empreendedores a influenciar pessoas e construir negócios mais lucrativos usando o poder das palavras.

Deixe uma resposta

Fechar Menu