Receita de miojo. Copywriting em 3 minutos?

Receita de miojo. Copywriting em 3 minutos?

Outro dia postei no Instagram a seguinte frase do Seth Godin:

“Para se tornar um especialista em alguma coisa, você vai precisar ler mais do que o primeiro link que aparece em uma pesquisa.”

E então complementei:

“É preciso cavar mais fundo. Estender sua pesquisa a leituras de bons livros, fazer cursos que não ofereçam apenas fórmulas prontas, conhecer biografias de homens que fizeram a diferença dentro e fora da sua área e ligar os pontos.”

A ideia serve para qualquer contexto sobre conhecimento, mas vamos focar na área de copywriting

Não é preciso explicar muito ao empreendedor ou profissional de marketing com tempo de mercado que copy é o “Santo Graal” dos negócios.

Simplesmente porque copywriting resolve o quarto “P” do mix de marketing: “Promoção”. É um método de comunicação capaz de influenciar pessoas e construir um negócio mais lucrativo com o poder das palavras.

Mas existe um problema: copywriting começou a ver vendido no Brasil como algo que pode ser resolvido com alguns templates e modelinhos prontos. E não é por aí.

No meu novo livro, uso a analogia da receita de miojo: “Coloque na água e em 3 minutos estará pronto”. Não é assim que se faz copywriting. Está mais para preparar uma lasanha, que exige tempo, preparo e ingredientes diferentes colocados em camadas para garantir o prato.

A maioria dos cursos do mercado vendem “receitas de miojo”. E miojo mata a fome no fim de um dia corrido, quando não há tempo para fazer uma comida mais detalhada. Mas não resolve a demanda de um almoço de domingo, por exemplo, onde o público espera por um prato melhor e mais saboroso.

Em outras palavras, “copywriting-miojo” pode até resolver seu problema temporariamente. Mas se você permanecer alimentando seu negócio com isso, em pouco tempo estará enjoado e desnutrido, isso se não adquirir um câncer.

Essa é a melhor analogia para mostrar que você empreendedor ou profissional de marketing não pode ficar refém de falsos gurus, fórmulas prontas ou templates.

Só um chef de verdade sabe como preparar uma comida de verdade, mesmo consultando receitas. Só um copywriter de verdade sabe como escrever copy de verdade, mesmo consultando os manuais.

Para resolver o problema então, você tem dois caminhos: ou se torna um chef ou contrata um para fazer a comida.

A conversa até deu fome…

O vídeo sobre o assunto…

 

Paulo Maccedo

Paulo Maccedo é profissional de marketing e copywriter. Autor de 2 livros best-sellers sobre escrita persuasiva, um deles considerado o mais completo livro sobre copy do mercado (que ficou entre os mais vendidos e esgotou a primeira edição em apenas 24 dias no Brasil).

Deixe uma resposta

Fechar Menu